Ocorreu um erro neste gadget

quarta-feira, 29 de abril de 2009

BANCADA DO MARANHÃO QUER 300 MI DO MINISTERIO DA INTEGRAÇÃO PARA ENFRENTAR AS ENCHENTES




BRASÍLIA - A bancada do Maranhão no Congresso Nacional vai pedir hoje ao presidente da Câmara, Michel Temer, a instalação imediata de uma comissão externa para verificar os problemas causados pelas enchentes no Maranhão. A iniciativa foi aprovada pela bancada a partir de requerimentos que foram apresentados pelos deputados Domingos Dutra e Flavio Dino. Ontem, em reunião com o coordenador da bancada, deputado Sarney Filho (PV), os parlamentares apontaram como prioridade a liberação de R$ 300 milhões para que o estado possa enfrentar os prejuízos causados pelas enchentes e atender os mais de 60 mil desabrigados.Participaram da reunião o senador Epitácio Cafeteria (PTB), os deputados Cleber Verde (PRB), Domingos Dutra (PT), Ribamar Alves, Flavio Dino (PCdoB), Pedro Novais (PMDB), Pedro Fernandes (PTB), Davi Alves (PDT) e Pinto Itamarati (PSDB).Sarney Filho garantiu que todo esforço será feito para ajudar o Maranhão e alertou para dos problemas causados pelas mudanças climáticas. “As chuvas sempre causaram estragos, mas com as mudanças no clima, estamos vendo em todo o país catástrofes muito graves, como esta, o que exige uma mudança de comportamento das pessoas e também das políticas públicas para impedir desmatamentos, ocupação desordenada do solo e poluição dos rios, entre outras agressões ao meio ambiente”, afirmou o deputado.Os parlamentares decidiram marcar reuniões nos próximos dias com os ministros da Integração, Geddel Vieira Lima, das Cidades, Márcio Fortes, da Saúde, José Gomes Temporão e dos Transportes, Alfredo Nascimento.O senador Cafeteira defendeu como prioridade o encontro com o ministro da Integração para liberação de recursos. “Quando houve a tragédia de Santa Catarina o governo liberou mais de R$ 1 bilhão em pouco tempo e queremos agora o mesmo tratamento para o Nordeste”, afirmou o senador.O senador Flávio Dino ressaltou que os recursos do Ministério da Integração foram disponibilizados pela Medida Provisória 461 que aprovou crédito extraordinário para os estados. “O dinheiro está lá e precisamos nos mobilizar para que o dinheiro possa chegar logo ao estado”, afirmou o deputado.O deputado Pedro Fernandes quer a presença de uma equipe da TV Câmara para acompanhar a comissão externa na viagem ao Maranhão, a exemplo do trabalho que foi feito com os parlamentares que estiveram no Pará para avaliar os danos das enchentes.Já o deputado Cleber Verde alertou para os problemas nas rodovias 316 e 322 com a ameaça de rompimento da barragem de Flores, em Joselândia. “Temo que possa ocorrer uma situação mais grave, caso a barragem não sofra reparos urgentes”, alertou o deputado. Ribamar Alves citou problemas sérios nas estradas do interior e defendeu a ajuda às famílias que além de estarem desabrigadas, perderam suas culturas de subsistência com as chuvas.Fonte: Assessoria

RAPINA IV PRENDE EX - PREFEITOS MARANHENSES

IMPERATRIZ — Os ex-prefeitos Washington Pláscido (Governador Edison Lobão), Ildésio Gonçalves de Oliveira (São Pedro D´Água Branca), Nélson Castilho (Montes Altos) e a esposa, também ex-prefeita, Patrícia Castilho, foram presos na manhã desta terça-feira (27) na Operação Rapina IV deflagrada pela Polícia Federal e Controladoria Geral da União (CGU).Um contador identificado apenas por “Chicão”, responsável pela contabilidade das prefeituras, também foi preso. Outras pessoas suspeitas de participar da mesma quadrilha que desviou cerca de R$ 14 milhões de verbas da União podem ser presas nas próximas horas.A operação, realizada nas primeiras horas da manhã de hoje, também apreendeu documentos e computadores em escritórios de contabilidades e nas prefeituras. Desta operação participam 25 analistas da Controladoria Geral da União (CGU) e cerca de 170 policiais para cumprimento de 25 mandados de prisão e 42 mandados de busca e apreensão.Em entrevista coletiva, o delegado chefe das investigações, Pedro Roberto Meireles Lopes, evitou falar em nomes das pessoas presas ou investigadas, mas acabou por confirmar os mandados de prisões contra os ex-gestores. Em uma situação inédita, segundo ele, o Tribunal Regional Federal emitiu mandados de condução coercitiva de pessoas com menor grau de envolvimento na quadrilha, estratégia usada para evitar combinações de depoimentos dentre os suspeitos.Fonte: Imirante
EQUIPE DA TV MIRANTE É INTIMIDADA DURANTE OPERAÇÃO RAPINA 4
Uma equipe de reportagem da TV Mirante de Imperatriz, foi ameaçada na manha de hoje durante o momento que cobria uma matéria sobre a “Operação Rapina 4’’ onde a policia federal entrada em um escritório de contabilidade localizada na rua alagoas no Jussara. O filho de um contador chegou por trás do cinegrafista e tomou a câmera em seguida sumiu com ela, horas depois já sem a fita e seu conteúdo a filmadora apareceu na TV Mirante.