Ocorreu um erro neste gadget

sábado, 30 de abril de 2011

Mais forte do que o crack, óxi chega a São Paulo após se espalhar por dez Estados

Ainda desconhecido pela maioria da população, o óxi ou oxidado, uma droga parecida com o crack, só que mais devastadora, já se espalhou por dez Estados do país e recentemente chegou a São Paulo. Assim como o crack, o princípio ativo do óxi é a pasta base da folha de coca. Enquanto o crack é obtido a partir da mistura e queima da pasta base com bicarbonato de sódio e amoníaco, no óxi são utilizados cal virgem e algum combustível, como querosene, gasolina e até álcool de bateria --substâncias que barateiam o custo do entorpecente.
O óxi é inalado ou fumado, assim como o crack, na lata ou no cachimbo. A droga é produzida na Bolívia e no Peru e começou a entrar no Brasil em 2005 pelo interior do Acre. Em pouco tempo, chegou a Rio Branco, onde atualmente há um número elevado de usuários, e se espalhou para outras capitais da região Norte, como Manaus (Amazonas), Belém (Pará), Macapá (Amapá) e Porto Velho (Rondônia).
Nos últimos meses, houve apreensões e registros de usuários em Goiás, Distrito Federal, Pernambuco, Mato Grosso do Sul e Piauí --onde foram confirmadas 18 mortes só neste ano por conta do uso do óxi. Há rumores da circulação da droga no Mato Grosso, Maranhão e Paraná, embora não haja registros oficiais.
A Secretaria Nacional de Políticas sobre Drogas (Senad), subordinada ao Ministério da Justiça, informou que pesquisadores do órgão registraram a circulação da droga em Santos (SP), mas não forneceu mais detalhes. Na capital, não há registros de usuários de óxi no SUS (Sistema Único de Saúde), segundo a Secretaria de Estado da Saúde. A Secretaria Municipal da Saúde da capital paulista, que faz um trabalho com usuário de drogas na Cracolândia, região central, também afirma não ter encontrado a droga.
Oficialmente, o Denarc (Departamento de Investigações sobre Narcóticos) da Polícia Civil ainda não fez apreensões da droga. Segundo o órgão, no entanto, o óxi já pode ter sido apreendido, mas não foi diferenciado em razão de sua semelhança com o crack. A maior diferença na aparência entre as duas drogas é a cor mais amarelada do óxi, enquanto a pedra do crack é mais clara.


EFEITOS E DANOS AO ORGANISMO

A pasta base é feita a partir da trituração da folha de coca, encontrada nos países andinos (Bolívia, Peru, Colômbia e Equador). Para obter a pasta base, utiliza-se ácido sulfúrico e outros componentes tóxicos. No óxi, a pasta base é misturada com combustível e cal virgem, componentes corrosivos e extremamente danosos ao organismo.
A droga inalada chega ao cérebro entre 7 e 9 segundos, apenas, e acelera o metabolismo do usuário, causando sensações de euforia, depressão, medo e paranoia. Diferente da cocaína, os efeitos duram pouco tempo, no máximo 10 minutos. Essas circunstâncias obrigam o drogado a inalar o óxi repetidamente para manter o “barato”, o que aumenta as agressões ao organismo.
De acordo com o psiquiatra Pablo Roig, diretor de uma clínica particular de recuperação de drogados, o que torna o óxi mais letal que o crack é, em primeiro lugar, os componentes adicionais --cal e combustível-- e, em segundo, a quantidade do princípio ativo da cocaína, que no óxi é de 60% do composto, um pouco superior ao encontrado no crack.
“São substâncias com alta toxicidade, que causam dificuldades na respiração, fibroses e endurecimento do pulmão. Afetam o sistema cardiorrespiratório e promovem uma vasoconstrição muito intensa. Muitos usuários têm perda de consciência, o que leva a uma parada cardíaca e ao coma”, afirma o médico.
A maioria dos usuários intercala as inaladas com doses de álcool para controlar a sensação de abstinência causada pela droga, o que ataca o fígado e o sistema digestivo, fazendo com que os usuários tenham diarreia e vômito. Muitos usuários de óxi apresentam aparência amarela por conta dos efeitos da droga no fígado.
“O álcool com a substância da cocaína forma o cocaetileno, que pode provocar esteatose hepática (gordura no fígado) e cirrose”, diz Roig. O cocaetileno também é uma substância tóxica para o miocárdio, o que pode também provocar morte súbita.
Ainda não há um estudo sobre a letalidade do óxi. Nos próximos dias, a Fundação Oswaldo Cruz, em parceria com o Ministério da Justiça, divulgará um amplo estudo sobre o crack que também deve abordar o óxi. No entanto, segundo o delegado do Denarc, em média 30% dos usuários da droga não sobrevivem após um ano de uso.

sexta-feira, 29 de abril de 2011

SECRETÁRIA DE SAÚDE APRESENTA AÇÕES DA SEMUS

A secretária municipal de Saúde (Semus), Conceição de Maria Madeira, apresentou de maneira clara e objetiva a real situação em que se encontra a saúde pública no município, durante audiência pública realizada na manhã de ontem (28). Deputados estaduais, federais, vereadores e profissionais da área ouviram e ficaram cientes da necessidade de uma mobilização plena para encontrar a solução do problema.


Já o diretor do Hospital Municipal, médico Alysson Mota, foi enfático ao declarar que “as projeções indicam que teremos um verdadeiro colapso caso não haja uma união entre os políticos, principalmente os deputados estaduais e federais, visando buscar recursos para este município”. O diretor do HM deixou bem claro, apresentando documentos em vídeo, que a situação é mais complexa do que se imagina, “razão porque precisamos do apoio de todos”.

A audiência pública, coordenada pelo presidente da Comissão de Saúde, Educação, Assistência Social, Cultura, Lazer e Turismo, Rildo de Oliveira Amaral, foi prestigiada pelo deputado federal Francisco Escórcio, pelos deputados estaduais Antonio Pereira, Valéria Macedo e Antonio de Pádua, o Dr. Pádua, este último presidente da Comissão de Saúde da Assembleia Legislativa do Estado. Também participaram promotores públicos e secretários de Saúde de municípios vizinhos.

Autor do pedido da realização da audiência, o vereador Francisco das Chagas Alves de Brito, o Chagão (PT), disse reconhecer as dificuldades vividas na saúde local, principalmente nos hospitais do município (adulto e infantil) em função da grande demanda de pacientes oriundos de outras cidades da região tocantina e dos estados do Pará e Tocantins. “Daí a necessidade desse debate para que possamos, juntos, encontrar uma solução para esse problema”.


A secretária municipal de Saúde, Conceição Madeira, lembrou, inicialmente, que a saúde pública no Brasil é um desafio nacional e apresentou às pessoas presentes na audiência recorte de jornal noticiando sérios problemas do setor de saúde em Brasília. “Em Imperatriz, temos dezenas de programas de saúde nas mais diversas especialidades e temos feito de tudo para realizarmos um atendimento humanizado e eficaz nos hospitais e postos de saúde do município”.

Conceição Madeira destacou os avanços no setor na administração do prefeito Sebastião Madeira. Entre as ações, ela lembrou a recuperação e melhoramento nos postos de saúde no Camaçari e bairro Ouro Verde, além da construção de uma Unidade de Pronto Atendimento (UPA) no bairro São José. A secretária observou que no HM foram instaladas salas climatizadas para o atendimento urológico, além de melhorias em todos os setores dos hospitais (adulto e infantil).


A titular da Semus informou que atualmente mantém uma parceria com a Faculdade de Imperatriz (Facimp) visando realizar operações em pessoas com fissura labial, procedimento este utilizado principalmente em crianças. Para finalizar sua participação, Conceição Madeira apresentou num telão a situação em que encontrou as instalações físicas do hospital municipal, bem como as visíveis transformações em função da recuperação de todos os setores, a partir da recepção. (Comunicação)

quinta-feira, 28 de abril de 2011

Alckmin diz que considera positiva fusão entre PSDB, DEM e PPS

O governador de São Paulo, Geraldo Alckmin, disse nesta quinta-feira que considera positiva a fusão entre o PSDB, DEM e PPS. No entanto, ele ressaltou que o assunto não deve ser tratado com pressa.
"É uma medida que pode ser muito boa. Mas que deve ser tratada pelos partidos e eu não vejo urgência nisso", afirmou o governador.
Alckmin não é o primeiro tucano a falar sobre o assunto.
Na terça-feira, o ex-presidente Fernando Henrique Cardoso admitiu que existe a possibilidade de fusão entre o PSDB e o DEM, mas ressaltou que as conversas são "preliminares".
"Existem propostas nesse sentido. São aspectos delicados. Acho que o mais importante é manter a coesão dos partidos e, desde logo, dizer: aconteça o que acontecer, vamos nos manter unidos com certos objetivos maiores. Não sei qual a tendência, se vai haver fusão ou não", afirmou FHC.
Na semana passada, o presidente nacional do PSDB, Sérgio Guerra (PE), e o líder do DEM na Câmara, ACM Neto (BA), se reuniram para discutir a relação dos dois partidos em uma tentativa de viabilizar sua fusão antes das eleições municipais, em 2012.
Embora líderes da oposição --entre eles, o senador Aécio Neves (PSDB-MG)-- defendam que qualquer decisão aconteça após a corrida municipal, o temor é que o DEM não sobreviva até lá.
O partido corre o risco de ser desidratado pelo PSD, criado pelo prefeito de São Paulo, Gilberto Kassab.

DANIELA LIMA
DE SÃO PAULO

Deputado vira réu no STF por suposta venda de emendas

O Supremo Tribunal Federal (STF) abriu nesta quinta-feira (28) uma ação penal para investigar o deputado federal João Magalhães (PMDB-MG), acusado de venda de emendas parlamentares ao orçamento da União a um município de Minas Gerais.
Por unanimidade, os ministros aceitaram denúncia de corrupção passiva apresentada pelo Ministério Público Federal, e o parlamentar passa a ser réu na ação penal.
A defesa de Magalhães negou as acusações e afirmou que, no processo, não há documentos que comprovem a irregularidade. “A imputação não tem o mínimo respaldo probatório, colide com informações trazidas pela defesa”, afirmou o advogado do deputado, Marcelo Bessa.
O inquérito, que gerou a ação contra Magalhães, tramitava no STF desde novembro de 2008. De acordo com a denúncia, era cobrada propina de 10% a 12% das verbas liberadas via emendas parlamentares. O MPF cita, no caso do deputado, uma prefeitura mineira que conseguiu R$ 400 mil da União para obras de infraestrutura na cidade.
Além de Magalhães são investigados um lobista, suposto intermediador da fraude, e a mulher do parlamentar.
O recurso teria sido liberado via emenda do deputado, que supostamente cobrou propina. Ainda de acordo com o MPF, o dinheiro foi usado em obras de asfaltamento e pavimentação de vias.
Um suposto esquema de corrupção envolvendo municípios de Minas Gerais veio à tona com a Operação João de Barro da Polícia Federal, deflagrada em 2007. Escutas telefônicas e ambientais revelaram diálogos em que a mulher do deputado e um suposto intermediador combinavam valores a serem recebidos em troca da liberação de dinheiro da União, por meio das emendas.
“Este caso é um dos inúmeros casos que foram apurados na chamada Operação João de Barro em que desvendou-se grande esquema criminoso envolvendo manuseio de emendas parlamentares em relação a municípios de Minas Gerais”, afirmou o procurador-geral da República, Roberto Gurgel.
O relator da denúncia no STF, ministro Gilmar Mendes, defendeu a abertura da ação contra o deputado. “Deve-se considerar o conjunto de fatos descritos [na denúncia], que estão arrimados em indícios razoáveis de prova”, disse Mendes.

Cratera interdita rodovia BR-010



Uma cratera com cerca de 14 metros de extensão, segundo a Polícia Rodoviária Federal (PRF), provocou a interdição da BR-010, na altura do quilômetro 317, no município de São Miguel do Guamá, no Pará. Não há previsão para a liberação do trecho.
De acordo com a PRF, a forte chuva que atinge a região desde quarta-feira (27) aumentou o nível de um igarapé que passava sob a rodovia. A correnteza acabou levando a tubulação e a estrutura da estrada.
Agentes da PRF estão no local e orientam os motoristas sobre caminhos alternativos. Para desviar do trecho, um caminho possível é pegar a BR-116, que cruza a BR-010, e seguir para Capanema, Capitão Poço e Irituia até chegar novamente à BR-010.
Técnicos do Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes (Dnit) já estão no local para avaliar os estragos.

Delúbio Soares diz em carta que sempre foi fiel e pede refiliação ao PT

O ex-tesoureiro do PT Delúbio Soares apresentou nesta quinta-feira (28) uma carta com um pedido de refiliação ao partido. Em três parágrafos, o professor, expulso do partido em 2005 por causa do suposto envolvimento no escândalo do mensalão, argumenta que nunca procurou outra legenda e que se manteve fiel ao PT durante todo o tempo em que permaneceu fora do partido.

Redigida pelo próprio Delúbio, a carta está com o presidente em exercício do PT nacional, Rui Falcão, e deve ser submetida ao Diretório Nacional, que se reúne a partir desta sexta em Brasília.

O debate em torno da volta de Delúbio à sigla já vem sendo travado nos bastidores do partido desde o ano passado. Em maio de 2009, ele chegou a solicitar o retorno, mas retirou o pedido.

Na noite desta quinta, a senadora Marta Suplicy (PT-SP) deve oferecer um jantar para o qual o próprio ex-tesoureiro é um dos convidados.

Delúbio Soares foi condenado em maio de 2010 por improbidade administrativa por um colegiado do Tribunal de Justiça de Goiás. Ele teria apresentado declarações falsas para continuar recebendo salário como professor da rede pública estadual, mesmo sem aparecer na sala de aula nem atuar no Sindicato dos Professores, nos períodos de 1994 a 1998 e de 2001 a 2005.

Delúbio é um dos 38 réus do processo do mensalão que tramita no Supremo Tribunal Federal (STF). Revelado em 2005, o esquema, segundo a denúncia do Ministério Público, incluia desvio de recursos públicos para compra de apoio político no Congresso.

Embora ainda não tenha sido julgado pelo STF, Delúbio conquistou apoio da maioria dos integrantes da cúpula do PT.

O líder do governo na Câmara, deputado Cândido Vaccarezza (PT-SP), afirmou nesta quinta que será favorável ao retorno do ex-colega.

“Não defendo pena perpétua para nenhum cidadão. Não iria defender que fosse perpétua para uma pessoa do PT, só porque foi filiado ao PT. O Delúbio foi expulso do PT. Se pedir a reintegração, vou encarar como uma comutação da pena”, argumentou Vaccarezza.

O líder do PT no Senado, Humberto Costa (PT-PE) afirmou que, como não houve condenação formal, o partido pode reintegrar o ex-tesoureiro.

"O partido deve tomar um posicionamento sobre esse tema no próximo sábado (30), na reunião do Diretório Nacional. Certamente será avaliado se isso será incluído na pauta ou não. E aí cada membro do diretório irá se posicionar de acordo com seu ponto de vista. Do meu ponto de vista, até o presente momento não houve nenhuma condenação formal do ex-tesoureiro do PT, e o partido não pode dessa forma manter uma pena", afirmou.

quarta-feira, 27 de abril de 2011

Leilão de bens de Jorgina de Freitas arrecada R$ 1,8 milhão

O Tribunal de Justiça do Rio arrecadou R$ 1,81 milhão na tarde desta quarta-feira (27) com o leilão de seis imóveis da advogada Jorgina Maria de Freitas Fernandes, adquiridos com dinheiro arrecadado com fraudes contra o INSS.

O leilão foi realizado no térreo do Fórum Central. Segundo a leiloeira responsável, as propriedades estão livres de dívidas e impostos.
Os arrematantes terão que depositar ainda nesta quarta 30% do valor dos bens, em conta judicial, e o restante em 15 dias.

Jorgina foi acusada de participar de um esquema de fraudes que, na década de 90, teria causado um rombo no Instituto Nacional do Seguro Social (INSS) de cerca de R$ 500 milhões.

Essa foi a segunda tentativa de venda dos imóveis. Na primeira, realizada no dia 13 de abril, o leilão não atraiu compradores, uma vez que as propriedades foram oferecidas pelo preço de avaliação, totalizando R$ 1, 96 milhão. Nessa segunda tentativa, os lances começaram a partir de 60% do valor dos imóveis.

A propriedade mais valiosa, um casarão em Petrópolis, na Região Serrana do Rio, foi arrematado por R$ 930 mil. Tombada pelo Patrimônio Histórico da Cidade, a casa, juntamente com o terreno, somam uma área de mais de 13 mil metros quadrados. Segundo a leiloeira, o Instituto Estadual de Patrimônio Cultural (Inepac) autoriza apenas a reforma interna. A área externa deverá ser preservada.

Três terrenos, com uma área de 680 metros quadrados cada em Búzios, na Região dos Lagos, foram vendidos por R$ 165 mil, R$ 167 mil e 168 mil para um mesmo comprador. Outro terreno, no mesmo loteamento, com uma área de 416 metros quadrados, foi arrematado por R$ 240 mil; e o último imóvel, vendido por R$ 140 mil, foi um terreno de 800 metros quadrados, no mesmo loteamento.

Jorgina de Freitas foi condenada pelo TJ do Rio a 14 anos de prisão, em regime inicialmente fechado, em julho de 1992. A pena também incluiu a perda do produto do crime e 360 dias-multa, correspondente a cinco salários mínimos.

Ela ficou foragida até 1997, quando foi encontrada na Costa Rica e extraditada no ano seguinte para o Brasil. A advogada foi presa em fevereiro de 1998. Em junho de 2010, uma sentença declarou extinta a pena privativa de liberdade de Jorgina pelo seu integral cumprimento. O alvará de soltura foi expedido no mesmo mês e Jorgina conseguiu a liberdade.

De acordo com os autos, a fraudadora adquiriu cerca de 60 imóveis em Curitiba, Minas Gerais, Búzios, Rio das Ostras, Cabo Frio, Nova Iguaçu, Petrópolis e Volta Redonda. Na capital, há apartamentos no Leblon, Zona Sul da cidade, terrenos na Barra da Tijuca, e imóveis em Jacarepaguá, Zona Oeste, Andaraí, Zona Norte e na Rua Uruguaiana, no Centro da cidade. Os demais imóveis serão leiloados em lotes, após reavaliação.

MORRE AOS 56 ANOS NEUSINHA BRIZOLA, FILHA DO EX-GOVERNADOR DO RIO

Neusa Maria Goulart Brizola, de 56 anos, filha do ex-governador do Rio Leonel Brizola, morreu na tarde desta quarta-feira (27), no Rio de Janeiro. Neusa deixa dois filhos, Laila e Paulo Cesar.

Segundo o PDT, partido que seu pai ajudou a fundar "Neusinha", como era conhecida, estava internada desde domingo (24), na Clínica São Vicente, na Gávea, na Zona Sul da cidade, com complicações pulmonares decorrentes de uma hepatite.

Ainda de acordo com o partido, o corpo será velado no Rio de Janeiro. Nesta quinta-feira (28), ele deverá ser levado para o município de São Borja (RS), onde será enterrado. Os horários do velório e enterro ainda não foram divulgados.

O deputado federal Brizola Neto (PDT) anunciou a morte da tia em sua página pessoal na internet. Segundo ele, Neusinha será enterrada ao lado dos pais. O deputado, que está em Brasilia, virá ao Rio para acompanhar o velório da tia.

CCJ do Senado aprova fim do direito a suspensão de processo para caso de violência contra mulher

Pessoas acusadas de terem cometido crime de violência doméstica contra a mulher poderão perder o direito a suspensão do processo. A Comissão de Constituição, Justiça e Cidadania (CCJ) do Senado aprovou nesta quarta-feira (27), em caratér terminativo, projeto (PLS 49/11), que agora vai à Câmara dos Deputados.
A suspensão condicional de processo --ou sursis processual-- pode ser proposta em crime com pena mínima de até um ano, quando o acusado não tenha praticado outro crime e atenda requisitos previstos no artigo 7º do Código Penal. Com a proposta, a senadora Gleisi Hoffmann (PT-PR) quer incluir as agressões domésticas no rol de impedimentos à aplicação da suspensão.
Conforme a autora, a Lei Maria da Penha (Lei 11.340/2006) já previa que o autor de agressão familiar não poderia ter seu processo suspenso. No entanto, no final de 2010, decisão do Superior Tribunal de Justiça concedeu essa possibilidade a um acusado de violência doméstica, com base na Lei dos Juizados Especiais (Lei 9.099/1995).
Para fazer valer a norma já prevista na Lei Maria da Penha e evitar novas interpretações em favor do agressor, Gleisi Hoffmann propôs explicitar a proibição também na Lei dos Juizados Especiais.
A relatora, senadora Marta Suplicy (PT-SP), não só apoiou a iniciativa da colega como incluiu emenda acrescentando a essa mesma lei dispositivo assegurando que a abertura de processo contra acusado de violência doméstica pode ocorrer sem a representação da vítima, podendo ser motivada pelo poder público.
As senadoras consideram que as medidas contidas no projeto aprovado na CCJ mantêm a intenção original da Lei Maria da Penha, de assegurar "tratamento diferenciado e mais rigoroso para crimes cometidos no âmbito das relações domésticas" e evitam a redução do alcance dessa lei por meio de interpretações do Judiciário.
"A preocupação da senadora [Gleisi Hoffmann] é evitar que as punições previstas na Lei Maria da Penha sejam diminuídas por juízes machistas, que interpretam a lei conforme seu machismo e inutilizam as conquistas obtidas com a lei", frisou a relatora.
Por sugestão do senador Pedro Taques (PDT-MT), Marta Suplicy acatou emenda de Antônio Carlos Valadares (PSB-SE), prevendo que, nas localidades onde não existam juizados especiais para atender casos de violência doméstica, as ações penais que tratam de casos dessa natureza terão prioridades de julgamento sobre as demais, exceto pedidos de habeas corpus e mandados de segurança.
Os senadores Demóstenes Torres (DEM-GO), Marcelo Crivella (PRB-RJ) e Eduardo Suplicy (PT-SP) manifestaram apoio à proposta.

terça-feira, 26 de abril de 2011

PREFEITO MADEIRA

O prefeito Madeira vem sofrendo alguns ataques por parte de uns blogueiros quais chegam a serem CHATOS e claramente se mostra interesse pessoal ou individual, fazem um terrorismo terrível na gestão, buscam de forma insistente transformar o governo Madeira em um desgoverno. Eles estão esquecendo que o governo Madeira já fez muito por Imperatriz e será feito muito mais, tanto na esfera administrativa, como na estrutura da cidade, o governo tem apenas Dois anos e Quatro meses, esperem terminar pra assim fazer uma avaliação positiva ou negativa.

Vão quebrar a cara os que estão expraguejando e agourando o governo Madeira, podemos afirmar que hoje temos um prefeito participativo e vivenciador da cidade, não vive em viajem cuidando de problemas particulares, nem é empresário, é apenas prefeito e com muita responsabilidade, fatores quais incomoda alguns desses meninos, calma meninos o jogo ainda não terminou, só acaba quando o Juiz apita o final do jogo, são claro e normal ter-mos os contras, seja por interesse individuais atingidos, paixão recolhida, cor partidária de forma exagerada ou não aceitam o sucesso dos outros, um dos fatores mais presentes no dia a dia de alguns desses meninos.


Calma, muita calma nessa hora meninos.

segunda-feira, 25 de abril de 2011

DEPUTADOS AGUARDAM DECISÃO DO STF

SÃO LUÍS - Na quarta-feira (27), o Supremo Tribunal Federal (STF) irá decidir sobre o critério a ser adotado pelas Casas Legislativas para a convocação de deputados suplentes, no caso de vacância do cargo por afastamento do titular eleito.

A dúvida, gerada no final do ano passado, é saber se é o deputado suplente da coligação ou o do partido que teria direito a essa vaga.
No Maranhão, caso o STF decida que a vaga pertence ao suplente do partido, teremos duas mudanças significativas, uma no parlamento estadual e outra na bancada federal. Na Assembleia Legislativa quem perderia seria o deputado Edivaldo Holanda (PTC).
Holanda que substitui Graça Paz (PDT) perderia a vaga e, com isso, seria convocado o primeiro suplente da legenda, o ex-deputado Pavão Filho. No entanto, Pavão, assim como a Graça Paz, integram a equipe de governo do prefeito de São Luís, João Castelo (PSDB).
Caso Pavão queira permanecer no governo municipal, seria chamado o segundo suplente do PDT, a vereadora de Balsas, Deuzilene Soares Barros, que obteve quase 13 mil votos em 2010.
Na Câmara Federal, caso aconteça o novo entendimento do STF, o prejudicado seria Davi Alves Silva Júnior (PR), que mesmo com quase 69 mil votos perderia o direito de substituir um dos dois ausentes – o ministro de Turismo, Pedro Novais (PMDB) e o secretário de Cidades, Pedro Fernandes (PTB).
O substituto de Novais passaria a ser Chiquinho Escórcio (PMDB) e quem ganharia o direito de substituir Pedro Fernandes, seria Raimundo Nonato de Sousa Costa, que obteve menos de três mil votos nas eleições do ano passado.
A decisão do STF está sendo aguardada com muita expectativa por toda a classe política. Se a decisão for favorável ao suplente da coligação nada mudará, mas se for favorável ao suplente do partido, as mudanças serão muitas em todo o Brasil nos três níveis do parlamento, municipal, estadual e federal.

Defesa Civil Estadual e Municipal farão amanhã vistoria na ponte do Cacau

Imperatriz – A superintendência Municipal da Defesa Civil e a Defesa Civil do Maranhão realizarão amanhã (terça-feira, 26) inspeção técnica na ponte de concreto armado sobre o riacho Cacau, na BR-010 (Belém-Brasília). A informação foi prestada ontem à reportagem pelo superintendente Municipal da Defesa Civil, Francisco das Chagas Silva, o Chico do Planalto.

Segundo ele, o objetivo da vistoria é verificar “in loco” a estrutura de concreto armado da ponte que apresenta aspectos críticos, inclusive com a exposição de ferro e buracos. “Vamos também fazer uma vistoria no bairro da Caema, onde o riacho provocou uma erosão que avança gradativamente prejudicando dezenas de famílias”, disse ele.

Chico do Planalto contou ainda que o problema acabou obrigando a Prefeitura de Imperatriz e a Defesa Civil a fazer o deslocamento de algumas famílias que estavam em situação de risco devido a cratera que avança em direção ao bairro da Caema.

Ele ressalta também que em virtude do intenso período chuvoso, a Defesa Civil registrou alguns pontos de estrangulamento nos bairros e povoados do município de Imperatriz. “Essa vistoria também será feita em alguns bairros e na zona rural de Imperatriz”, garante,

O superintendente Municipal da Defesa Civil assegurou que será elaborado um relatório para ser encaminhado a Coordenação Estadual da Defesa Civil do Maranhão. “Vamos elaborar os laudos sobre a situação dos bairros e dos povoados para repassar para a Defesa Civil”, disse.

LEVANTAMENTO

Chico do Planalto considera de suma importância o levantamento técnico sobre a situação dos bairros e povoados de Imperatriz. “Essa intensa chuva tem causado prejuízos ao município, embora a Secretaria Municipal de Infraestrutura tenha feito um esforço redobrado para conter os buracos e

Fonte : Da Redação

terça-feira, 19 de abril de 2011

ÓDIO AGENTE VER NELE...............

-Bom dia senhor Ódio, como está hoje?
-Bom dia, senhor Amor. Hoje ando muito mal, muito mal mesmo!
-E porquê? Morreu-lhe alguém da sua família, se é que tem família.
Ódio, olhou para Amor com um ar de desprezo e carrancudo, como é hábito, respondeu:
-Com certeza que tenho família, tenho os meus irmãos espalhados no mundo inteiro e não morreu ninguém da minha família.
O Amor fixou o Ódio nos olhos e perguntou:
-Então porquê, está assim tão carrancudo?
-Porque hoje ainda não encontrei ninguém para odiar, tudo simplesmente e já é quase meio-dia, isto não é normal, algo me diz que você, Amor, está por detrás desta crise com a sua mania de amar toda a gente.
Amor começou a rir às gargalhadas da reflexão do Ódio.
-Mas com certeza que sempre farei o possível para o fazer sofrer, senhor Ódio. Estou mesmo convencido que ainda conseguirei um dia, o converter.
Ódio não gostou mesmo nada do que Amor acabara de dizer.
-Você já me viu, eu, Ódio, amar alguém? Era o que faltava, era a mesma coisa como se morresse.
-Mas eu não tenho intenção de o matar, Ódio, sei, isso sim, que continuo a me bater para que você, Ódio, desapareça da face desta terra onde todos temos anseio de viver com amor, fraternidade e paz.
Foi a vez de Ódio desatar a rir e a bom rir.
-Mas Amor, isso só pode acontecer em sonho, na vida real isso nunca pode acontecer. Só com Amor não haverá Ódio, mas só com Ódio, não haverá Amor, como vê, precisamos um do outro para equilibrar o sistema de vida.
Por vezes eu sonho que sou Amor e acordo em sobressalto, aos gritos. Não... não... quero ser Ódio, quero ser ódio, abro os olhos e como fico contente. Nunca sonhou, Amor, de ser ódio?
-Não, nunca sonhei que sou Ódio. Sonho também, claro, mas sonho que sou amor, que o mundo é um mundo de amor, vejo o amor cair das nuvens como gotas de água pura que nos refresca e acordo, acordo feliz, mesmo sabendo que não foi que um sonho..
-Bom, Amor, consigo não aprendo nada e antes que te comece a odiar... adeus, até um dia.
-Até jamais, disse o amor
E lá se foram virando as costas um ao outro.

segunda-feira, 18 de abril de 2011

Hospital Socorrão Melhora Atendimento Em Imperatriz

Imperatriz - A demanda pelos serviços do Hospital Municipal de Imperatriz (HMI) continua crescente. 2010 encerrou com um número recorde de atendimento: 157.417 pacientes e, tudo indica que em 2011 esse número será ultrapassado. Segundo dados da Secretaria Municipal de Saúde, em Janeiro passaram pelo pronto socorro adulto e infantil 16.700 pacientes. Na gestão anterior, no mês de maior movimento, o número não chegou a dez mil pacientes/mês Neste mês, até o último dia 12, os registros apontavam o atendimento de 6.680 pacientes o que demonstra que a demanda só tende a aumentar. Segundo a secretaria de saúde Conceição Madeira o número de pacientes tem aumentado, mas os recursos que a cidade recebe para o custeio do sistema continua o mesmo de quatro anos atrás. Não chega a cinco milhões de reais. Os últimos números aferidos pela direção do Hospital Municipal atestam que 50% dos pacientes internados ali são de outras cidades, algumas sem nenhum tipo de pactuação com o município. Isso quer dizer que o imperatrizense termina bancando, sem, retorno algum, o tratamento médico deles Entre os 400 pacientes internados no Hospital Municipal entre os dias 22 e 28 de fevereiro, os registros mostram gente até com endereço em Brasília (DF) e Juazeiro (CE.) Também já houve registros de pacientes vindos de Belém (PA) e do distante Estado de Roraima Os diretores do hospital atribuem o aumento da demanda à crise no atendimento da atenção básica na rede de saúde da maioria dos municípios da região. “ É mais fácil investir na compra de uma ambulância e mandar todo tipo de procedimento para Imperatriz, do que na contratação de médicos e na manutenção de unidades de saúde” assinalou o diretor geral do municipal Alison Mota. Atendimento melhorou- Mesmo com os eventuais problemas o atendimento no municipal melhorou. “ É certo que ás vezes o que ganha destaca na mídia são só os casos de alguém que, por um ou outro motivo ficou insatisfeito, mas o número de satisfeitos é infinitamente maior do que o contrário” garante o diretor Alison Mota. Unidades Mistas- Para diminuir a pressão no Hospital Municipal a Secretaria de Saúde iniciou o processo de transformação de algumas unidades de saúde em Unidades Mistas, é o caso do Posto de Saúde Milton Lopes, Nova Imperatriz, da Vila Cafeteira. Nessas unidades é possível a realização de procedimentos que em regra, na maioria das vezes, é levado para o Municipal. O diretor geral do hospital assinala que essa medida adotada pela secretaria de saúde é importante porque os casos de uma dor de cabeça, uma crise de pressão e até pequenas suturas, não haverá mais a necessidade do deslocamento até o hospital. “A estrutura é bem melhor do que antes” assinala Conceição Madeira Para a secretaria de saúde Conceição Madeira, apesar dos problemas ainda a serem enfrentados, a estrutura do Hospital Municipal está bem melhor do que antes. “ Basta comparar ” sentencia. Não têm sido poucos os investimentos, conforme a secretaria, feitos no Hospital Municipal, incluindo a unidade infantil, na gestão do prefeito Sebastião Madeira. Conceição assinala pelo menos 92 ações realizadas até agora para melhorar o atendimento e prestar um bom serviço “Mesmo assim, ainda temos muitos problemas” assume a secretaria. Foram introduzidas na estrutura do hospital melhorias que garantem ao paciente um maior conforto, antes, e depois de ser atendido. “Na nossa gestão já implantamos duas enfermarias especiais totalmente climatizadas. Uma, em parceria com a iniciativa privada, foi a clinica urológica que proporciona maior comodidade aos pacientes urológicos, geralmente idosos. A outra, é destinada aos pacientes com HIV, que passaram a ter um tratamento mais humanizado” informa Conceição Madeira. Uma medida importante foi a implantação, com recursos do Ministério da Saúde, de sete UTIS (Infantil). Ainda restam três, para completar o número exigido pelo Ministério Público e ainda a instalação de mais dez adultas que ainda não foram montadas por problemas de ordem técnica e que “estamos em vias de superar” destaca Conceição. A secretária de saúde é categórica ao afirmar que “ tivemos significativos avanços, quanti e qualitativamente tanto do Hospital Municipal quanto na rede de saúde pública de Imperatriz. No caso do Hospital é só comparar como era antes e o que é agora. O Hospital Municipal é a vitrine, mas melhoramos também o atendimento nos postos de saúde “Agora mesmo estamos equipando todos eles” informou Para Conceição Madeira o grande problema da saúde pública, aqui e, em qualquer outra cidade do Brasil, como mostrou recentemente o Globo Repórter, é o custeio. Segundo ela, se fosse só para atender aos pacientes da cidade não haveria tantos problemas; a questão é que há tempos a saúde de Imperatriz deixou de ser municipal para ser regional. Pressão –Munida de um amplo relatório a secretária informou das gestões feitas por ela e pelo prefeito Madeira perante o Governo do Estado e o próprio Ministério da Saúde para aumentar os recursos da saúde. Na sexta-feira (15) informa ela, o prefeito voltou a sentar com o secretário de Estado da Saúde Ricardo Murad. “Em nível de Estado, pelo menos retomamos o assento da Comissão Intergestores Bipartite, e com isso nossas reivindicações ganharam mais força; e espero que breve surjam os resultados”

sexta-feira, 15 de abril de 2011

REPRESENTAÇÕES REGIONAIS

SECRETÁRIO NACIONAL E CHICO PLANALTO
Brasília – Num esforço para ampliar a sua presença no País a Secretaria Nacional de Defesa Civil (Sedec), do Ministério da Integração Nacional, passará a contar com cinco escritórios de apoio nas diversas regiões do país. A medida foi anunciada nesta quarta-feira (13/04), pelo secretário Humberto Viana, na plenária de encerramento do Primeiro Seminário Internacional sobre Gestão Integrada de Risco e Desastre, realizado entre os dias 11 e 13 no Centro de Convenções Ulysses Guimarães, em Brasília, com apoio do Banco Mundial. Outros pontos que podem dar mais eficiência às ações da defesa civil, citados pelo secretário, são o aprofundamento na formação de grupos de voluntariados; definições mais claras nas responsabilidades entre governos municipais, estaduais e federal; criação da carreira de defesa civil; inclusão da disciplina de defesa civil no ensino fundamental; criação do novo Centro Nacional de Gerenciamento de Riscos e Desastres (Cenad); e realização de operações simuladas para treinamento dos agentes. Falando para uma platéia de cerca de mil pessoas, na maioria profissionais de defesa civil de todo o País, Humberto Viana afirmou ter consciência das “resistências que iremos enfrentar para levar adiante as mudanças que estamos propondo, mas é preciso compreender o papel de cada de um nós. Eu estou aqui para comandar o meu time, e o meu time é o da Defesa Civil Nacional”. Emocionado, ele finalizou sua palestra dizendo que “essa é a nossa agenda. O que precisamos é unir nossos esforços. Vamos em frente e que Deus nos dê capacidade e sabedoria para a nobre missão”.

quarta-feira, 13 de abril de 2011

PREFEITO PODE PERDER MANDATO

O prefeito de Dom Cavati (MG), na Região do Vale do Rio Doce, a 280km de Belo Horizonte, assume em vídeo postado no site YouTube que é analfabeto, e pode vir a perder o mandato. Em discurso feito durante a festa de aniversário da cidade, postado em 24 de março no site, Jair Viana (DEM) comete erros de concordância e de conjugação verbal. "Comprei um ′diproma`, eles me deram o maior trabalho, sou analfabeto mas sei trabalhar", afirma o prefeito. Como a legislação eleitoral não permite que pessoas que não sabem ler e escrever concorram a cargos públicos, Jair Viana pode ter o poder ameaçado. Desde julho de 2009, um processo pedindo a cassação do prefeito está em tramitação na Justiça Eleitoral. No Tribunal Regional Eleitoral (TRE), o autor da ação é Petro Sobrinho (PT), que ficou em segundo lugar para o cargo de prefeito do município, nas eleições de 2008. O processo também está em andamento no Tribunal Superior Eleitoral (TSE).

Seminário Debate as Experiências Brasileiras Na Gestão De Risco e Desastres


Brasília – Depois das experiências internacionais na gestão de risco e desastres, objeto das exposições de ontem (12/04), no Seminário sobre o assunto que está sendo realizado no Centro de Convenções, hoje foi a vez de mostrar o que está sendo feito no Brasil em termos de boas práticas na preparação e resposta nas ocorrências de desastres. A mesa “A experiência brasileira na gestão de riscos e desastres: diagnóstico e propostas da Primeira Conferência Nacional de Defesa Civil e Assistência Humanitária por uma Ação Integral e Contínua levou aos mais de 1.500 participantes do evento os relatos de desastres recentes e a atuação das respectivas defesas civis nos Estados do Rio de Janeiro, São Paulo, Rio Grande do Sul e Santa Catarina. As exposições foram coordenadas pelo presidente do Conselho Federal de Engenharia, Arquitetura e Agronômia (Confea), Marcos Túlio de Melo. O coronel Jerri Andrade, da Defesa Civil do Rio, abordou o desastre da região serrana fluminense no início do ano, cujos deslizamentos e enchentes mataram perto de mil pessoas e deixaram milhares de desabrigados e desalojados. Segundo ele, uma combinação de ocupação desordenada dos morros, meteorologia e topografia foi o que ocasionou a tragédia. A mobilização dos órgãos de defesa civil do Estado e dos municípios atingidos, que se deu imediatamente após o desastre, conforme explicou o coronel, teria evitado danos ainda maiores. “O que nos permitiu a pronta resposta foi a conjugação de esforços e a integração do Sistema de Defesa Civil, que passou por uma ampla reestruturação em 2007”, ressaltou o militar carioca. As experiências de São Paulo foram mostradas na exposição do coordenador estadual de Defesa Civil, Adnir Gervásio Moreira, que falou das ações prioritárias para o setor, como ampliação do número de municípios abrangidos por planos preventivos; atuação sistêmica com atenção na prevenção; estímulo à implantação dos Planos Municipais de Defesa Civil; formação de núcleos especiais em comunidades que ocupam áreas de risco, entre outros. Ele também destacou a proposta do Estado em incluir a disciplina de defesa civil na grade curricular das escolas e a criação do sistema integrado de defesa civil possibilitando a comunicação com os mais de 600 municípios paulistas. O Rio Grande do Sul usou como exemplo as ações desenvolvidas no apoio aos 21 municípios da metade sul do Estado castigados por uma seca que já dura sete meses. O major Oscar Moiano, da Coordenadoria Estadual de Defesa Civil, lembrou que as atividades se concentraram principalmente na obtenção de água para abastecimento das milhares de famílias que vivem nos assentamentos rurais da região. As primeiras medidas, implementadas com recursos repassados pela Secretaria Nacional de Defesa Civil, foram a perfuração de poços artesianos, distribuição de caixas d’água e filtros para as moradias, cestas de alimentos e fornecimento de água com a utilização da “viniliq-pipa”, bolsa de vinil com capacidade para até 5 mil litros e transportada por veículos de médio porte. Fechando a mesa o professor Antônio Edésio Jungles, do Centro de Estudos de Prevenção e Desastres da Universidade Federal de Santa Catarina Ceped/UFSC), fez um panorama dos desastres no Brasil (secas, chuvas intensas, ciclones, deslizamentos) e falou da necessidade da criação de um centro de alerta de gestão de risco e desastre como política de Estado. Para ele a gestão do risco deve ser pensada de uma forma contínua. Outros pontos destacados na exposição foram a necessidade de levar a prevenção para dentro das escolas e a preparação para fazer a recuperação do indivíduo impactado, e não apenas dos danos materiais. Segundo o professor Antonio Jungles “gerenciar o futuro é possível, mas as decisões têm que ser tomadas agora”.

terça-feira, 12 de abril de 2011

DEFESA CIVIL NACIONAL

Teve inicio no dia (11) ás 11 horas da manhã com uma reunião no ministério da Integração Nacional a convite do ministro Fernando Bezerra Coelho e do secretário nacional de defesa civil Humberto Viana, reunião essa com os coordenadores estaduais de defesa civil, comandantes estaduais de corpo de bombeiros, convite estendido ao coordenador municipal de Imperatriz Maranhão Francisco das Chagas Silva (Chico Planalto).

O secretário nacional de defesa civil abriu a reunião solicitando a apresentação de cada autoridade presente e sua localidade, após as apresentações o ministro da Integração Nacional fez uma explanação do significado e objetivos do I seminário Internacional SOBRE GESTÃO INTERGRADA DE RISCO E DESASTRES, em seguida finalizou sua fala e passou os trabalhos para a coordenação do secretário nacional de defesa civil.

O secretário nacional de defesa civil Humberto Viana no inicio da sua fala conclamou apoio de todos os 27 coordenadores estaduais de defesa civil na árdua tarefa e de grande responsabilidade, que é fazer grandes transformações na maneira de se fazer defesa civil no Brasil, solicitou um maior intercambio dos coordenadores estaduais com os coordenadores municipais, agradeceu a presença de todos os presentes.

Após longo debate por todos os presentes às 14 horas foi encerrada a reunião e o secretário nacional convidou a todos para um almoço e reforçou o convite para a abertura oficial do I seminário às 20 horas no centro de convenções Ulisses Guimarães.

Vale ressaltar que nós da defesa civil de Imperatriz estávamos na companhia do comandante geral do corpo de bombeiro e coordenador estadual de defesa civil do maranhão o Coronel Marcos Paiva.

Especialista da Colômbia e Itália mostram experiências de seus países em Defesa Civil

Brasília - Cerca de 1.500 pessoas dentre autoridades, bombeiros, militares das forcas armadas, agentes municipais, cientistas, administradores públicos, coordenadores estaduais, municipais e profissionais do Sistema Nacional da Defesa Civil participam do segundo dia do Seminário Internacional sobre Gestão Integrada de Riscos e Desastres. Realizado pela Integração Nacional, em parceria com o Banco Mundial, o evento é uma troca de experiências internacionais com o intuito de aprimorar e adequar o Sistema Nacional de Defesa Civil Brasileiro. Na manhã desta terça-feira (12/04), o engenheiro colombiano e, doutor em Gestão Integral de Riscos, Omar Dario Cardona, abriu sua palestra exibindo os principais desastres que afetaram a Colômbia como o Terremoto de Popayán em 1983, Monserat no Caribe em 1997, El Salvador em 1991. “E o questionamento que faço é o seguinte: em quanto poderíamos aumentar porcentagem de vidas salvas com o uso de tecnologia mais eficazes?” Outro ponto destacado pelo especialista foi à distinção entre risco e desastre. “Risco significa a possibilidade que um evento perigoso aconteça. Há uma predisposição a susceptibilidade que os elementos opostos possam ocorrer. Já o desastre é um problema do desenvolvimento como elemento ambiental, ou sócio-natural”, explicou. Itália – Na sequência, o Sistema Civil de Proteção Italiano foi o tema da palestra ministrada pelo diretor da Proteção Civil Italiana, Giovani de Siervo, que fez uma apresentação geral do Departamento Civil de Proteção Italiano, criado devido a um grande desastre ocorrido no país, em novembro de 1980, sendo até hoje utilizado no País. “O Sistema é absurdamente complexo, não só do ponto de vista da logística, mas também devido aos números elevados de agregados”, explicou ele. Todos os ministérios italianos fazem parte do sistema, que abrange municípios, províncias e regiões. Cada departamento civil italiano possui quatro tarefas essenciais: mitigação, alerta, resposta e recuperação. Segundo Siervo, o Comitê Operacional do Sistema de Proteção Italiana é composto pelos Ministérios, Departamento Civil de Proteção, Corpo de Bombeiro, Exército, Polícia, Guarda Florestal, entre outros. “Em caso de desastres o Centro Funcional Italiano é acionado. Dessa forma, todos os atores ativos participam de vídeo-conferência em tempo real. As tomadas de decisões são simultâneas. E isso facilita a articulação dos agentes e colaboradores para agilidade das ações de assistências”, afirmou diretor. De acordo com Giovani de Siervo, os parceiros são fundamentais para a construção de uma Defesa Civil atuante e integrada, como o Banco Mundial e as empresas privadas. “Sabemos que a única forma de aprimorarmos nosso Sistema Civil de Proteção é a troca de experiências entre os países”, ressaltou Siervo.

CARTÃO DEFESA CIVIL SERÁ OFICIALIZADO HOJE (12/04)

Brasília – Ministério da Integração Nacional, Banco do Brasil e Controladoria-Geral da União assinam hoje (12/4), às 18h, no Centro de Convenções Ulysses Guimarães, em Brasília, o acordo de cooperação técnica para o desenvolvimento do Cartão de Pagamento da Defesa Civil.

O documento será assinado pelos ministros Fernando Bezerra Coelho (Integração), Jorge Hage Sobrinho (Controladoria-Geral), e pelo diretor de governo do Banco do Brasil, Paulo Roberto Lopes Ricci, no encerramento do segundo dia de palestras do Seminário Internacional sobre Gestão de Riscos e Desastres.

O objetivo do cartão é agilizar o repasse de recursos federais a Estados e municípios em situação de emergência ou calamidade pública com reconhecimento pela Secretaria Nacional de Defesa Civil, bem como fortalecer a gestão pública interfederativa, fomentar o controle governamental e social e promover a transparência do gasto público por meio da divulgação dos pagamentos realizados por meio do novo instrumento.

Os detalhes operacionais do CPDC serão explicados amanhã (13), às 11h, em uma oficina específica do Seminário Internacional sobre Gestão Integrada de Riscos e Desastres, no piso superior do Centro de Convenções.

Integração Nacional adotará o Cartão de Pagamento da Defesa Civil

Brasília – A partir do próximo mês, a transferência de recursos federais para Estados e municípios em situação de emergência e calamidade pública, reconhecida, deverá ser feita exclusivamente por meio do Cartão de Pagamento da Defesa Civil (CPDC). A novidade foi anunciada na noite desta segunda-feira (11\04), pelo ministro da Integração Nacional, Fernando Bezerra Coelho, durante a abertura do primeiro Seminário Internacional sobre Gestão Integrada de Riscos e Desastres, que está sendo realizado pela Integração Nacional, em parceria com o Banco Mundial. Em pronunciamento dirigido aos mais de 1.500 participantes do evento, e ao presidente da República em exercício, Michel Temer, também presente à solenidade no Centro de Convenções de Brasília, o ministro explicou que o objetivo do Cartão é aumentar a transparência da execução dos recursos relacionados a ações de socorro, assistência e reabilitação, “O cartão proporcionará maior agilidade no processo de liberação de recursos, na medida em que dispensa a abertura de conta para recebimento, evitando inclusive erros na transmissão de dados cadastrais, além de melhorar significativamente a transparência na execução dos recursos, servindo como ferramenta para acompanhamento e fiscalização de prestação de contas, permitindo também o acompanhamento através do acesso a extratos, evitando a propagação de mau uso do recurso ou equívocos na sua aplicação” destacou o ministro.

sexta-feira, 8 de abril de 2011

MISSA DE SÉTIMO DIA


Domingo às 10 horas da manhã na Catedral de Fátima missa de Sétimo Dia em sufrágio da alma do ex-governador Jackson Lago. Mais do que um ofício religioso será um momento de homenagem àquele que foi prefeito de São Luís e governador do Maranhão e que tinha um carinho especial por Imperatriz.

quinta-feira, 7 de abril de 2011

SENADORES APROVAM MUDANÇA PARA QUE METADE DOS CANDIDATOS SEJAM MULHERES

Em sua última reunião, a Comissão de Reforma Política do Senado aprovou, nesta quinta-feira (7), a separação de 50% das vagas de candidatos em eleições para mulheres. Também foi determinada a realização de uma consulta popular sobre o novo sistema eleitoral. O senador Francisco Dornelles (PP-RJ), que preside a comissão, encaminhará o relatório final das atividades do grupo ao presidente do Senado, José Sarney (PMDB-AP), na semana que vem. Depois, o documento será convertido em projetos de lei e PECs (propostas de emenda constitucional) dentro de um mês. As matérias serão, então, apreciadas pela CCJ (Comissão de Constituição e Justiça) e pelo plenário da Casa. Em seguida, vão para a Câmara dos Deputados. Pelo modelo aprovado, haverá alternância entre homens e mulheres na lista de candidaturas - ou seja, metade das vagas terá de ser destinada ao sexo feminino. Pelo sistema atualmente em vigor, os partidos são obrigados a reservar 30% das vagas às candidatas.

LEIA TRECHO DA CARTA DO ATIRADOR QUE INVADIU ESCOLA NO RJ

“Primeiramente deverão saber que os impuros não poderão me tocar sem luvas, somente os castos ou os que perderam suas castidades após o casamento e não se envolveram em adultério poderão me tocar sem usar luvas, ou seja, nenhum fornicador ou adúltero poderá ter um contato direto comigo, nem nada que seja impuro poderá tocar em meu sangue, nenhum impuro pode ter contato direto com um virgem sem sua permissão, os que cuidaram de meu sepultamento deverão retirar toda a minha vestimenta, me banhar, me secar e me envolver totalmente despido em um lençol branco que está neste prédio, em uma bolsa que deixei na primeira sala do primeiro andar, após me envolverem neste lençol poderão me colocar em meu caixão. Se possível, quero ser sepultado ao lado da sepultura onde minha mãe dorme. Minha mãe se chama Dicéa Menezes de Oliveira e está sepultada no cemitério Murundu. Preciso de visita de um fiel seguidor de Dues em minha sepultura pelo menos uma vez, preciso que ele ore diante de minha sepultura pedindo o perdão de Deus pelo o que eu fiz rogando para que na sua vinda Jesus me desperte do sono da morte para a vida.”

terça-feira, 5 de abril de 2011

CORPO DE JACKSON LAGO A CAMINHO DO PDT

Foto: Biaman Prado/O Estado Maranhão.

O corpo do ex-governador Jackson Lago acaba de deixar o aeroporto Cunha Machado a caminho da sede do PDT, no Centro de São Luís, onde será velado.

Milhares de pessoas acompanham o cortejo que segue pela Avenida Guajajaras, Cohab, Anil, Vila Palmeira, Alemanha, Avenida Luiz Rocha, Camboa, Praça Maria Aragão, Rua 7 de Setembro até a sede do partido na Rua dos Afogados. Chove em vários trechos do trajeto.

O comboio é acompanhado por batedores da Polícia Militar. Milhares de eleitores e admiradores do ex-governador levaram faixas, bandeiras e cartazes enaltecendo seu nome. O enterro acontece às 10h desta quarta-feira no Cemitério do Vinhais.

MORREU TAMBEM

Nem bem se refizeram da notícia do falecimento do ex-governador Jackson Lago no fim da tarde de ontem (4), os imperatrizenses foram surpreendidos com uma nova informação de pesar. Faleceu por volta das 9h00min desta terça-feira (05), no Hospital São Rafael, a matriarca da Família Cunha (Café Viana), Maria Aldenice de Sousa Cunha, a Dona Didi, esposa do empresário e pecuarista Ribamar Cunha. Dona Didi estava internada, submetida ao tratamento de câncer, vindo a falecer nesta manhã.

VIDIGAL E JACKSON

BLOG EDSON VIDIGAL


Só há tempo para o viver. Entre o nascer e o morrer só o tempo para o viver. Nascer é chegar ao mundo, abrir-se para a vida e seguir o destino pela estrada que, um dia, terá fim. Ou nunca terá fim.


Para muitos, a estrada tem fim. A viagem acaba com a chegada da morte. Nascer não é inevitável. Morrer para muitos é inevitável. Há aqueles para quem a estrada nunca acaba porque apesar da morte, prosseguem.


Prosseguem no exemplo, nos ideais de luta, não a luta pelo mal aos outros, mas a luta buscando o bem dos outros.


O Jackson se inscreve agora entre aqueles para quem a estrada da vida não acabou. Aqueles que sobrevivem à própria morte.


O Jackson médico, trabalhou seu oficio curando doentes, ajudando a salvar vidas, espantando as lamurias que a morte leva às casas dos enfermos.


O Jackson professor soube inspirar seguidores, disseminando o que aprendeu em técnicas, erudição, experiência e conhecimentos.


O Jackson político, que administrou a Capital por três vezes, sempre bem avaliado, era querido pela população porque fazia da política não a arte do possível como muitos ainda entre nós a praticam no mal sentido, achando que esse possível se encerra na possibilidade das coisas sempre para eles, a favor deles, do patrimônio político e também do patrimônio pessoal deles.


O Jackson político fincava sua ação em princípios rígidos, dos quais ninguém o arredava. Não concebia a vida política fora dos parâmetros republicanos e democráticos.


Homem público, no exemplo que o Jackson buscava intensamente transmitir, não podia ter outros compromissos que não os fossem, primeiramente, com o coletivo.


Era assim, beirando muitas vezes a um remansoso romantismo, o seu jeito de gerenciar a coisa publica. Antes da morte física de agora ha pouco, o Jackson já havia sofrido uma tentativa de morte política quando lhe arrebataram covardemente, ainda no primeiro biênio, o mandato de Governador eleito pela maioria do Povo do Maranhão.


Depois, nas eleições seguintes, ele novamente concorrendo para se submeter a um novo julgamento, querendo tirar a prova dos nove, foi vitima de novo atentado com a bazófia da inelegibilidade que lhe inventaram e que a morosidade judicial ajudou a prosperar.


O Jackson não era inelegível coisa nenhuma. Eu me esguelava garantindo isso nos comícios, na campanha inteira, ao lado dele.


Quando a Justiça eleitoral, em sua fama de que tarda, mas não falha, mas falhando porque tardia, disse que não havia mesmo inelegibilidade nenhuma contra o Jackson, a tendência forte que antes lhe era favorável já se contaminara pela mentira espalhada pela má fé e, assim, lhe esvaziavam os apoios.


E assim, derrotado, covardemente derrotado, logo no primeiro turno, o Jackson gladiador da resistência republicana e democrática no Maranhão foi a nocaute.


O que lhe causou, enfim, a morte física não foi o câncer que já o acompanhava e com o qual convivia em alguma harmonia há algum tempo.


Nem a pneumonia se aproveitando da sua baixa resistência decorrente da quimioterapia.


O que o abateu mesmo foi a depressão profunda em que mergulhou decepcionado com os falsos e envergonhado por ter dedicado todo o tempo em que passou palmilhando a estrada na luta pelos outros e vendo a vitoria definitiva quase chegando ter confiado em uns tantos em quem não valeu a pena confiar.

segunda-feira, 4 de abril de 2011

VELÓRIO DE JACKSON LAGO SERÁ NA SEDE DO PDT


O corpo do ex-governador Jackson Lago será velado na sede do PDT (Partido Democrático Trabalhista), na Rua dos Afogados, Centro, em São Luís, segundo informou a família. Ainda não está confirmado o horário da chegada do corpo. Jackson Lago faleceu às 17h45 de hoje, no Hospital do Coração, em São Paulo, com um quadro de insuficiência respiratória. Depois de duas passagens pelo hospital Albert Einstein e uma outra pelo Incor, o ex-governador voltou a ser internado no Hospital do Coração na última quarta-feira, com problemas cardíacos e insuficiência respiratória. Com o organismo debilitado em função das quimioterapias para tentar conter o câncer de próstata, ele não resistou e veio a falecer no final da tarde desta segunda-feira.

MORRE JACKSON LAGO


Morreu agora há pouco, às 17h50, vítima de um câncer de próstata, o ex-governador do Maranhão e ex-prefeito de São Luís, Jackson Kléper Lago, 76 anos. Ele estava internado desde quarta-feira (30), no Hospital do Coração, em São Paulo, depois de uma piora no seu estado de saúde.

COMISSÃO DO SENADO APROVA LISTA FECHADA EM ELEIÇÃO PROPORCIONAL


A proposta que prevê a adoção de lista fechada para cargos proporcionais nas eleições brasileiras foi aprovada pela Comissão Especial de Reforma Política do Senado na noite desta última terça. Neste tipo de sistema, o eleitor não vota diretamente em um candidato (deputados federais, distritais, federais e vereadores) e sim no partido, que apresenta uma lista de postulantes pré-selecionado. Dos 16 senadores que votaram, 9 foram a favor da proposta e 7 contra. Agora, a eleição por lista fechada deve entrar no anteprojeto da reforma política que será apreciado em plenário. O placar apertado é um indicativo de que o voto direto no partido não tem maioria ampla entre os parlamentares. A bancada do PMDB é favorável a adoção do chamado "distritão", ONDE A ELEIÇÃO PROPORCIONAL DE DEPUTADOS E VEREADORES PASSA SER MAJORITÁRIA, COM OS ESTADOS SENDO CONSIDERADOS DISTRITOS. OU SEJA, VENCEM OS CANDIDATOS MAIS VOTADOS, SEM DEPENDÊNCIA DE QUOCIENTE. Há senadores que defendem outras propostas. "A proposta ainda passará pela Comissão de Constituição e Justiça (CCJ) e pelo plenário. A decisão da comissão é de natureza política, mas não existe nenhuma obrigação de que a CCJ e o plenário a aprovem", lembra o senador e presidente da comissão, Francisco Dornelles (PP-RJ). "Votei no sistema proporcional com lista fechada porque era a proposta menos ruim e eu queria derrubar o modelo distritão, que é o pior. Mas sou totalmente contra listas fechadas", declarou o senador Demóstenes Torres (DEM-GO), que deve apresentar o projeto que transforma os municípios em distritos eleitorais, com votação majoritária. A próxima votação estava marcada para quinta-feira, mas existe a expectativa de adiamento por conta do enterro do ex-vice-presidente José Alencar. Os próximos temas a serem tratados são filiação, fidelidade partidária, candidatura avulsa, financiamento eleitoral e cláusula de desempenho.

"Com informações da Agência Brasil"

sábado, 2 de abril de 2011

PREFEITURA INICIA PAVIMENTAÇÃO DAS RUAS CARAJÁS E JOSÉ BONIFÁCIO


Com o fim do rigoroso período chuvoso, a Prefeitura de Imperatriz, por intermédio da Secretaria de Infraestrutura, aos poucos retoma o ritmo normal de atividades.

“Na verdade, nunca paramos, só diminuímos um pouco o ritmo”, assinala o secretário Roberto Alencar, informando que neste sábado, com a presença do prefeito Madeira e do ministro de Minas e Energia, Edison Lobão, serão iniciadas duas obras importantes para a cidade: a pavimentação e drenagem das ruas Carajás e José Bonifácio. A presença do ministro Edison Lobão, convidado pelo prefeito Madeira, convite estendido também à governadora Roseana Sarney, é uma maneira de agradecê-lo, já que, enquanto senador da República, foi o autor da indicação do recurso, ao Governo do Estado, para que a Prefeitura fizesse as duas importantes obras. Roberto Alencar informou que a pavimentação da Carajás começa na esquina com a Euclides da Cunha, no Jardim São Luís. A rua começa ali e termina à margem da BR-010. Anos de espera - O asfaltamento da rua Carajás encerra anos de espera da população, notadamente da região do entroncamento, que durante o período de chuva convive com a lama e no verão, com a poeira. “Em campanha, quando aqui passávamos, havia sempre essa cobrança. Fico feliz de essa obra ser realizada em nosso governo. Em nome da cidade, nós agradecemos ao ministro Lobão e à governadora Roseana Sarney por mais essa parceria”, disse ontem o prefeito Madeira. Galeria de 300 metros - O prefeito Madeira informa que a Prefeitura começa a resolver um outro problema histórico da cidade: o alagamento das casas da ruas Coriolano Milhomem II (atrás do Quartel da PM) e Euclides da Cunha, outra forte cobrança por parte da população. A obra, uma galeria de 300 metros de cumprimento, é realizada com recursos do tesouro municipal.

O secretário informou que o serviço de drenagem profunda vai acabar de uma vez com o sofrimento histórico dos moradores. “Mais saúde, mais qualidade de vida para essa região da cidade”, destacou. Ontem pela manhã, o prefeito visitou a obra, cumprimentou os operários e os moradores; em seguida, fez uma breve visita à Escola Municipal Giovani Zani, a campeã, entre as escolas da rede municipal, do último Ideb realizado pelo Ministério da Educação.

“Na nossa gestão, isso é visível, estamos resolvendo problemas que há 10, 12, 20, 30 e até 50 anos a população esperava que fosse resolvido. Estamos contentes, como prefeito, de poder apresentar soluções para essas demandas. Já fizemos muito, mas ainda temos muito trabalho pela frente”, destacou o prefeito. Na mesma entrevista, o prefeito Madeira lembrou de uma das situações emblemáticas da cidade, fruto de diversas manifestações por parte da população, agora resolvido na sua gestão, que é a ponte, de concreto armado, sobre o Riacho do Meio. Trata-se de outra parceria com o Governo do Estado.

O prefeito informou que o projeto da Prefeitura naquele setor não se limita à construção da ponte. “Estamos correndo atrás de recursos para pavimentarmos os trechos ao redor da ponte que funcionará como mais uma via de acesso ao grande Bacuri”, concluiu Madeira. (Comunicação)

sexta-feira, 1 de abril de 2011

JACKSON LAGO PIORA E ESTÁ INTERNADO EM ESTADO GRAVE


O ex-governador do Maranhão Jackson Lago está internado em estado grave, em São Paulo, desde o início da semana. Ele sofre de câncer de próstata há alguns anos. Fonte ouvida por O Imparcial confirmou a nossa reportagem que a situação é delicada, mas não deu mais detalhes. Informações apuradas por O Imparcial indicam que ele estaria em coma.


É a pior crise enfrentada pelo político desde o início do tratamento de saúde. No último dia 15 de março, ele foi internado devido a uma infecção hospitalar e problemas cardíacos. Passou por um procedimento de cateterismo. Ele ficou internado por quase três meses. O câncer também é motivo de preocupação.


Fonte : O Imparcial