Ocorreu um erro neste gadget

terça-feira, 2 de novembro de 2010

É PURA VERDADE, CADA UM DE NÓS VIVEMOS ISSO, SEJA COM NOSSO VIZINHO, FAMILIA, AMIGOS E ETC

A ARTE DE DESAGRADAR ALIADOS

BLOG ELSON ARAUJO

AS DIFICULDADES PARA ADMINISTRAR A CIDADE SÃO INERENTES A QUALQUER GESTOR, SEJA ELE QUEM FOR. FOI ASSIM, PARA FALAR NOS MAIS RECENTES, COM JOMAR E ILDON; É COM MADEIRA, E CERTAMENTE SERÁ COM O SEU SUCESSOR, QUE TERÁ A SORTE DE ENCONTRAR UMA PREFEITURA PRONTINHA PARA GRANDES SALTOS NO FUTURO GRAÇAS AO TRABALHO ÁRDUO DE ORGANIZAÇÃO INTERNA HOJE EXECUTADO POR SUA GESTÃO.

É com grande habilidade política que Madeira tem administrado a segunda cidade mais importante do Maranhão e isso não se faz agradando a todos. Tente um gestor agradar a todos, aliados ou não, e o fracasso será certo. Faz-se o que é preciso fazer. Nas três esferas de governo o fluxo é permanente: ganha-se e perde-se aliados.

Numa gestão, vejo isso de perto, perder um aliado é muito fácil: bastar contrariar seus interesses.

Dizer um não, mesmo necessário e legal, nunca é bem vindo e pode romper laços antigos e trincar amizades.

Um aumento de salário, pedidos de diárias; pedido de patrocínio, facilidades burocráticas, um atraso de pagamento, um pedido de emprego negado, a demora na raspagem de uma rua ou na tapagem de um buraco, e até mesmo a transposição de filas, tudo pode contrariar interesses e resultar em rompimento.

Grande parte, na verdade, de quem rompe, quer resolver mesmo é seus problemas pessoais e não os problemas da cidade. Um bom e habilidoso gestor é obrigado a conviver diariamente com isso e se não souber, é preciso aprender a dizer não, quando necessário, sob pena de fracassar.

É impossível agradar a todos os aliados. Foi e, sempre será assim.