Ocorreu um erro neste gadget

domingo, 25 de abril de 2010

O INVEJOSO EM AÇÃO

O invejoso não suporta ver um novato invadir espaços que ele, em sua santa indolência, deixou de ocupar por pura incompetência e comodismo. Se sente atingido, usurpado e se agarra, com unhas e dentes, ao espaço que ele acha que é seu e somente seu. Uma sutileza interessante, já que o homem pré-histórico, movido pelo instinto brutal, destroçava o seu algoz, a fim de se apropriar de seus pertences. O tempo passou, a evolução se processou como convém à estrutura das leis naturais, mas o princípio permanece o mesmo.O invejoso passa para o boicote, vai minando com fofocas e pequenas atitudes estrategicamente montadas, a fim de destruir o novo trabalhador da Doutrina. Quer provar, ao menos para si mesmo, que o espaço é dele, e somente dele.

5 comentários:

  1. O grande problema da maioria das pessoas é que elas adoram perder seus tempos preocupando-se com a vida dos demais, já dizia minha vó, cuida da tua que da minha já tem muita gente pra cuidar, no entanto creio que este homem, o Chico Planalto, eu posso falar com propriedade, é sim um homem que trabaha dioturnamente, tem um pique invejável, é cuidadoso e atento aos problemas de nossa cidade, e o melhor de tudo é a confiança que os demais colegas de trabalho, digo 1º escalão municipal deposita nele, é o grande responsável pela resolução de problemas de segurança contra os civís em nossa cidade, além de ser um ótimo gestor a frente da Defesa Civil, creio que para muitos ele é digno de reconhecimento, e para a minoria, porém existênte, ele é apenas digno de ser invejável.

    ResponderExcluir
  2. Ô, Chico,

    Sem ofensas! Seu texto sem os tradicionais erros, não tem graça. Dispensa quem escreveu este para você, e volta ao original.
    parabéns pelo trabalho à frente da pasta.

    José de Arimatéia

    ResponderExcluir
  3. Ô Chiquito, por favor, sabes que o único grupo que V. Sria faz parte, é o dos velhos dinossauros da política, nada além de um ser, que expurga ignorância, leviandade e arrogância. Atributos que V. Sria os detém muito antes de prestar maus serviços na central de ambulâncias, V. Sria sabe em qual tempo fez parte da parte podre de uma pobre administração. Muito triste e decepcionante para os que realmente são novatos e que vem ocupando cargos públicos, realmente por competência, é ver que V. Sria não serve nem para um mau exemplo de péssimo servidor. Tira proveito de tudo e de todos. Sem mais para o momento, meus pêsames!!!

    ResponderExcluir
  4. Show de Alfinetadas, não sei o motio de falarem mal do chico e não sairem daqui, alguém responde, acho que nem Freud explica...


    "Freud também acreditava que a libido amadurecia nos indivíduos por meio da troca de seu objeto (ou objetivo). Argumentava que os humanos nascem "polimorficamente perversos", no sentido de que uma grande variedade de objetos possam ser uma fonte de prazer, sem ter a pretensão de se chegar à finalidade última, ou seja, o ato sexual. O desenvolvimento psicosexual ocorreria em etapas, de acordo com a área na qual a libido está mais concentrada: a etapa oral (exemplificada pelo prazer dos bebês ao chupar a chupeta, que não tem nenhuma função vital, mas apenas de proporcionar prazer); a etapa anal (exemplificada pelo prazer das crianças ao controlar sua defecação); e logo a etapa fálica (que é demonstrada pela manipulação dos órgãos genitais). Até então percebe-se que a libido é voltada para o próprio ego, ou seja, a criança sente prazer consigo mesma. O primeiro investimento objetal da libido, segundo Freud, ocorreria no genitor do sexo oposto, esta fase caracterizada pelo investimento libidinal em um dos genitores se chama (complexo de Édipo). A criança percebe então que entre ela e a mãe (no caso de um menino) existe o pai, impedindo a comunhão por ele desejada. A criança passa então a amar a mãe e a experienciar um sentimento antagônico de amor e ódio com relação ao pai. Ela percebe então que tanto o amor vivido com a mãe como o ódio vivido com o pai são proibidos e o complexo de Édipo é então finalizado com o surgimento do superego, com a desistência da criança com relação à mãe e com a identificação do menino com o pai".

    ResponderExcluir
  5. Meu caro, só não ver e não sabi o motivo dos ataques que fernando arruda, holden arruda tão fazendo sobri minha pessoa, quem não for realmente Perceptivo, mais vou aqui relatar para voce, é INVEJA.

    ResponderExcluir