Ocorreu um erro neste gadget

quinta-feira, 4 de novembro de 2010

PDT QUER O CONTROLE DE DUAS PASTAS NO GOVERNO DILMA, DIZ PAULINHO


Em meio à pressão do PMDB para ampliar a cota de ministérios no governo de Dilma Rousseff (PT), a presidente eleita também vai ter que administrar aliados como o PDT, que deseja aumentar sua participação no primeiro escalão do governo.
O deputado Paulo Pereira da Silva (PDT-SP) disse nesta quinta-feira que o partido quer o controle de duas pastas no governo Dilma, contra apenas uma (Ministério do Trabalho) reservada à legenda na gestão de Lula.
"Nós vamos brigar pelo Ministério do Trabalho e por mais um, não sei qual ainda. (...) O PMDB já tem demais. Se você fizer a conta do PMDB, eles têm 78 deputados. Significa que cada 13 deputados ganham um ministério. E eles têm 14 senadores, ou seja, dois senadores e meio têm um ministério. Nós temos 28 deputados e quatro senadores. Então temos direito a dois [ministérios]."
Paulinho não quis adiantar a pasta na mira do PDT, mas afirmou que o partido deseja um dos ministérios da área social. "Vamos fazer reunião na semana que vem para ver qual ministério o PDT vai reivindicar."
DIVISÃO
Reportagem publicada hoje pela Folha mostra que líderes de PR, PP e PTB já discutem a montagem de um bloco no Congresso para ter mais peso não só na atuação legislativa, mas na negociação por cargos. Para congressistas do PR, a legenda precisa manter o ministério dos Transportes, que é cobiçado pelo PMDB e pelo PT. Mas também falam em crescimento.
A lógica é a mesma no PP, titular do Ministério das Cidades. Dirigentes do partido dizem que até aceitam ceder a pasta que hoje ocupam desde que ganhem outras duas.

Nenhum comentário:

Postar um comentário