Ocorreu um erro neste gadget

terça-feira, 3 de maio de 2011

“O matadouro na gestão Madeira é outro”, garante diretor

A satisfação dos funcionários do Matadouro Municipal de Imperatriz é visível. Tradicionalmente visto como uma dor de cabeça para os gestores do município, o Matadouro de Imperatriz foi totalmente reformado nos últimos dois anos e, hoje, atende a todas as exigências da Vigilância Sanitária para seu total funcionamento.

Antes de ser reformado, o Matadouro de Imperatriz tinha péssimas condições de salubridade e seria facilmente interditado em caso de vistoria da Vigilância Sanitária. O local, no entanto, foi totalmente reformado pela Prefeitura Municipal de Imperatriz e, agora, a realidade é outra.

Desde o início da atual gestão, o matadouro passou por avanços significativos. Foram reformas, ampliações e uma enorme reestruturação. O local ganhou pistolas de insensibilização, que reduz o sofrimento do animal na hora do abate, e uma caixa d’água de 80 mil litros.

O diretor responsável pelo Matadouro, José Jales, o popular “Carrapicho”, fez um comparativo do momento atual do local com a situação vivenciada anteriormente. “Quando pegamos o matadouro, ele não tinha higiene alguma. Tudo estava para ser feito. Do que havia aqui antes nós só aproveitamos as quatro paredes do prédio, todo o resto foi feito [depois]. O matadouro da gestão Madeira agora é outro”, assinala o diretor.

Toda a estrutura interna do Matadouro foi reconstruída. O local ainda ganhou uma lagoa de decantação com guincho e tanque de sangria, além da reconstrução das plataformas. Para José Carlos, hoje não se pode mais falar em Matadouro Municipal. “O matadouro municipal hoje não é um matadouro municipal, ele pode ser considerado um frigorífico municipal”, argumentou.

Funcionário do Matadouro há 30 anos, Francisco Gilmar também recorda a situação vivenciada por ele antes da reforma do Matadouro.

“O Matadouro, há 30 anos, que é o tempo que eu tenho de serviço [aqui], tinha uma realidade totalmente diferente. Tivemos uma mudança de uns 300%. De dois anos para cá, na gestão do prefeito Madeira, [o matadouro] modificou totalmente, ficou irreconhecível em relação ao que era antes. Tudo para melhor. Quem esteve aqui há dois anos e meio e chegar aqui hoje vai ficar assustado, talvez nem reconheça o matadouro. Tudo moderno, tudo nos padrões frigoríficos, todo padronizado”. Para ele, uma das melhoras mais sentidas pelas pessoas que visitam o local é o fim do mau cheiro.

Capacitação

Mas a estrutura não é a única preocupação do prefeito de Imperatriz, Sebastião Madeira, com o local. Agora, o município vai oferecer curso de capacitação para os funcionários do matadouro, o que os torna aptos a realizar o trabalho em qualquer matadouro do país. Além disso, eles serão equiparados a funcionários do município e já trabalham com todos os Equipamentos de Proteção Individual (EPI) exigidos.

O resultado final de todas as melhorias é sentida pelo consumidor, que passa a usufruir de um produto de melhor qualidade e, higienicamente, dentro das normas estabelecidas pela Vigilância Sanitária. (Comunicação)

Nenhum comentário:

Postar um comentário