Ocorreu um erro neste gadget

terça-feira, 29 de março de 2011

TRAGEDIA E QUESTIONAMENTOS SOBRE A CRUELDADE NA MORTE DE IRMÃS ADOLESCENTES


O assassinato de duas irmãs chocou uma cidade do interior de São Paulo. As jovens de 15 e 17 anos estavam desaparecidas desde quarta-feira. Os corpos foram encontrados nesta segunda-feira num matagal. A polícia investiga a motivação do crime e as circunstâncias das mortes. Um matagal, em um sítio de difícil acesso. Este foi o local que os corpos das irmãs Josely Laurentina de Oliveira, de 17 anos, e Juliana Vânia de Oliveira, de 15, foram encontrados por cães farejadores. O desaparecimento das meninas na semana passada mobilizou polícia civil, militar, bombeiros e a população da cidade. Cunha fica a 230 quilômetros de São Paulo. Os moradores nunca tinham visto nada parecido. Há marcas de corte no pescoço das vítimas. A suspeita é de que o crime tenha sido cometido por mais de uma pessoa. As adolescentes estavam desaparecidas desde a quarta-feira, do dia 23 de março. A última vez que elas foram vistas foi num trecho em que elas desciam do ônibus escolar para ir a pé até a casa delas. O caminho tinha cerca de dois quilômetros. O pai esperava as meninas num cruzamento próximo do ponto de ônibus. Em choque, a família deixou a casa onde mora, na zona rural de Cunha.

Nenhum comentário:

Postar um comentário