Ocorreu um erro neste gadget

terça-feira, 7 de maio de 2013

Dono de pizzaria suspeito de atirar em menina chora ao ser apresentado

A Polícia Civil apresentou na manhã desta terça-feira (7), na Delegacia de Proteção à Criança e ao Adolescente (DPCA), em Aparecida de Goiânia, o comerciante George Araújo, dono de uma pizzaria e suspeito de atirar em uma menina de 11 anos durante uma briga com o pai dela, no último dia 27 de abril. Após ficar foragido da Justiça, ele se apresentou à polícia na segunda-feira (6) e passou a noite na Delegacia Estadual de Investigação de Homicídios (DIH). Ele irá prestar depoimento ainda nesta tarde. A garota baleada teve morte cerebral constatada na noite de domingo (5), mas os aparelhos ainda não foram desligados.


Em prantos, George não se manifestou diante da imprensa durante a apresentação, mas o advogado de defesa afirma que ele está arrependido. “Ele me disse que perdeu a cabeça, errou e está preparado para responder civilmente e criminalmente. Houve todo calor da situação e, infelizmente, desencadeou na morte da criança. Porém, ele não está se furtando da responsabilidade”, enfatiza o advogado Roberto Rodrigues.
O advogado argumentou que o pai da criança deveria ter tido alguns cuidados para evitar a tragédia. “Ele também foi responsável pelo que aconteceu, pois as imagens mostram que ele usou a criança como escudo. Os dois têm que responder pela morte da criança”, declara.

Um comentário:

  1. Nossa!!!! Muito triste tudo isto!!! E o pior è que são vários e vários casos que acontecem todos os dias, que as vezes nem sabemos.....é a prova do descontrole emocional dos seres humanos na atualidade, com o estresse diário em que se encontram infelizmente algumas pessoas não se controlam e explodem,pois já se encontram no limite, neste crime as duas partes poderiam ter agido diferente...infelizmente o que aconteceu estraga a vida de todas as pessoas a volta..familiares..amigos..

    ResponderExcluir