Ocorreu um erro neste gadget

quarta-feira, 20 de junho de 2012

REUNIÃO NO PMDB: Ildon Marques desiste de insistir na candidatura (Rui do Porão e Pinheiro estão abraçados em prantos de lagrimas)

Ocorreu agora a pouco (20:00) uma reunião do PMDB, onde o ex-prefeito Ildon Marques de Sousa, usou a palavra para desculpar-se perante os filiados e simpatizantes do partido em ter insistido na sua candidatura: Lutei até o ultimo instante mas não consegui reverter os problemas na minha candidatura, completou. Com o impedimento do TCU, Ildon realmente se conscientizou que não poderá ser candidato. Ainda na sua palavra, Ildon agradeceu as pessoas que sempre o acompanharam e em seguida se despediu, da vida pública.

Blog: Holden Arruda

3 comentários:

  1. Manuel L. Parreão Filho21 de junho de 2012 12:13

    VAI ENTENDER!?
    Definitivamente, não é tarefa fácil para um ser humano sem nenhuma patologia no cérebro e em pleno gozo de suas faculdades mentais decifrar o comportamento inexplicável do ex-vereador Rui do Porão que, sob minha humilde opinião, tem cumprido um papel no mínimo desconfortável, vexatório e desconexo com o que deveria ser a conduta de um verdadeiro político.
    Pois bem, o maior desafio para qualquer pessoa sensata, até aqui, tem sido estabelecer a sua real identidade. Ninguém consegue saber, na verdade, se ele é aquele que na gestão passada, na condição de vereador, diuturnamente informava à população através de um carro de som as mazelas da administração, bem como semanalmente, no uso de suas atribuições, usava a tribuna da Câmara Municipal, diga-se de passagem, de maneira brilhante para denunciar os desmandos de toda ordem do então prefeito Ildão, - ou se é esse que atualmente, sem razões aparentes, óbvias e totalmente obscuras, se comporta como ‘quebra-lancas’ do dito ex-prefeito.
    Que a verdade não costuma figurar entre as qualidades dos políticos, isso é fato. Contudo, uma pitada de coerência e, sobretudo, respeito à inteligência das pessoas ajuda na credibilidade, bem como mantém um político por mais tempo em destaque.
    É claro e notório que o amigo Rui não tem, pelo visto, requisitos suficientes para figurar como defensor da verdadeira política; é mais uma tentativa desvairada de viver no ‘bem bom’, nas asas do erário. Infelizmente, é essa a verdade nua e crua, resultado dessa baixa política de conveniência e oportunismo transformada em meio de vida que impera em nosso país - especialmente aqui na ‘terra do frei’.
    Quem segue de perto os seus tortuosos passos sabe que ele é cria do próprio Ildon, e, quem sabe, já cansado do eterno papel de coadjuvante, digo, suplente, - foi o que lhe reservou o grupo do seu patrão, ou seja, a parte que lhe coube do latifúndio, - eis que cai de ‘mão beijada’ uma vaga no legislativo municipal (leia-se: vaga de João Batista) independentemente da vontade de seu inventor. Com o poder a altura das mãos, já como vereador, e se sentindo auto-suficiente, a cria se volta contra o seu criador cuspindo no prato que comeu. Resolveu, portanto, como uma borboleta deixa o casulo, tentar voo solo em busca de espaço e conquistas.
    Mas o seu voo, ou melhor, o seu sonho virou pesadelo, durou pouco. Com certeza, o tempo suficiente para entender que sua escolha não lhe credenciava a protagonizar o papel de um autêntico líder e, sobretudo, de caráter independente. Talvez, sentindo-se órfão e desprovido de vocação para construir um futuro político voltado para os reais e legítimos interesses da população foi então que os seus, de caráter exclusivamente pessoal, falaram mais alto. Resolveu fazer o caminho de volta esquecendo-se dos discursos outrora proferidos.
    Amigo Rui, você pode até ter esquecido, mas eu, cumprindo o papel de cidadão informado, vigilante e exigindo um mínimo de coerência e respeito dessa classe de pseudopolíticos, sem sombra de dúvida, não!!!

    ResponderExcluir
  2. defender uma verdadeira política é não votar no madeira , porque o mesmo que contribuirr para o SEGUNDO pior IDH É DAR CONTINUIDADE DA SARRNEYLANDIA.
    Por José Roberto Torero (Carta Maior)
    Estes dias estava em São Luís e decidi correr um pouco pelas ruas da cidade. Seria mais uma batalha na luta contra meu próprio abdômen, que teima em não parar de crescer.
    Mal dei meus primeiros passos e vi que pisava na avenida Presidente José Sarney. Para me livrar dos maus fluidos, entrei numa grande ponte que há por lá. Só então percebi que ela se chamava Governador José Sarney.
    Uma mesma pessoa dando nome a dois logradouros? Seria um engano de placas? Quando voltei ao hotel, consultei o mapa da cidade e vi que, além do presidente e do governador, também o Senador José Sarney fora agraciado com o nome de uma avenida.
    Decidi dar uma olhada na lista telefônica para verificar se havia outras homenagens. E havia. No total, a cidade tem uma ponte, três avenidas, duas ruas e uma travessa batizadas com o nome, digamos, artístico de José Ribamar Ferreira de Araújo Costa.
    Trata-se de uma falta de classe inclassificável. Dar nome de vivos para ruas já é grosseria. Mas fazer isso várias vezes é de um mau gosto feroz, de uma breguice inacreditável. Um membro da Academia Brasileira de Letras deveria ter mais senso estético. Ou de ridículo.
    Porém, virando as páginas da lista telefônica, percebi que José não era o único Sarney saudado pelos nobres edis. Havia também três ruas e uma travessa Marly Sarney, quatro ruas Sarney Filho, uma rua para o modesto Fernando Sarney e uma rua e uma travessa para Roseana.
    Decidi dar uma busca na internet para ver se havia mais coisas com nomes Sarney pela cidade. E vi que o pobre ludovicense não tem como escapar. Ele nasce na maternidade Marly Sarney e depois vai estudar na escola Sarney Neto, ou na Roseana Sarney, talvez na Fernando Sarney, possivelmente na Marly Sarney ou, é claro, na José Sarney.
    Para morar, pode escolher entre as vilas Sarney, Sarney Filho, Kyola Sarney (progenitora do ex-presidente) ou Roseana Sarney. Se passar mal, pode correr ao posto de saúde Marly Sarney. E, se sentir fome de saber, sempre há a Biblioteca José Sarney.
    A oligarquia deixou seu nome por toda a cidade, assim como um fazendeiro marca seu gado com ferro em brasa.
    Se o cidadão ficar indignado, há duas saídas: uma é a rodoviária Kyola Sarney. A outra é reclamar no fórum José Sarney, onde há a sala de imprensa Marly Sarney e a sala de defensoria pública Kyola Sarney.
    Até pouco tempo atrás, o próprio tribunal de contas chamava-se Roseana Murad Sarney, numa clara demonstração de que não seria lá muito isento. Mas houve protesto e o nome foi retirado.
    Aliás, o clã vem sofrendo derrotas. O próprio Sarney não se elegeu senador pelo Maranhão, mas pelo Amapá.
    Hoje, depois de 46 anos de domínio sarneysístico, o IDH (índice de desenvolvimento humano) do Maranhão é o segundo pior do Brasil. E o de São Luís, que alguns moradores bem-humorados chamam de Sarneylândia.

    ResponderExcluir
  3. santa ingenuidade dos madeiristas

    O PRÓPRIO ILDON MARQUES DE SOUSA, TINHA QUASE QUE CERTEZA QUE ESTARIA FORA DO PROCESSO ELEITORAL. NAS CONVERSAS COM AMIGOS PRÓXIMOS, ELE SEMPRE DEIXAVA TODOS NA DÚVIDA, QUANTO A SITUAÇÃO DO PROCESSO EM QUE ELE ERA ACUSADO DE IMPROBIDADE ADMINISTRATIVA.

    ILDÃO LEVOU ATÉ OS ÚLTIMOS DIAS DESTE MÊS, A POSSIBILIDADE DE DISPUTAR A PREFEITURA DE IMPERATRIZ, PORQUE TINHA EM MENTE, PLANOS PARA, FORA DA SUCESSÃO, BARGANHAR POLITICAMENTE.



    ILDÃO PAVIMENTARÁ AGORA UMA AVENIDA EM DIREÇÃO À SUA FUTURA CARREIRA COMO POLÌTICO, COMO OS SEUS ADVERSARIOS VIRRAM QUE ELE COMO POOSSIVEL CANDIDATO, ATERRORIZOU A CABEÇA DO MADEIRA E DOSS OUTROS CANDIDATOS, FAZENDDO MUITOS FICAREM COOM INSONIA, VIRAM QUE ELE COMO ELEITOR É PODEROSO, ISSO TUDO SÓ SEVIU PARA VER COOMO MEDIDORR DA SUA ACEITAÇÃO E DIGA-SE DE PASSAGEM FOI POSITIVA.E AGORA A COISA PODE FICAR DIFICIL PARA O MADEIRA , SE O ILDON FOR APOIAR O DEPUTADO PEDETISTA CARLINHOS AMORIM QUE FOI A GRATA REVELAÇÃO QUER GOSTE OU NÃO ESTA É A REAALIDADE,NA ASSEMBLÉIA LEGISLATIVA, ONDE CIRCULA COM A DESENVOLTURA DE UM VETERANO, TENDO SIDO ALVO DE ELOGIOS DE FUNCIONÁRIOS QUE CONHECEM BEM O PARLAMENTO MARANHENSE NAS ÚLTIMAS DÉCADAS.

    INTELIGENTE E SEM FAZER ALARDE, A CARAVANA DE CARLINHOS AMORIM AVANÇA EM DIREÇÃO A PREFEITURA DE IMPERATRIZ, PREOCUPANDO AINDA MAIS O PREFEITO SEBASTIÃO MADEIRA.

    CARLINHOS AMORIM, ALÉM DE JOVEM, É FILHO DE IMPERATRIZ E A SEU FAVOR, UM DETALHE IMPORTANTE NESSES TEMPOS DE MODERNIDADE: É FICHA LIMPA, ESTÁ NA OPOSIÇÃO A UM GOVERNO SEM RUMO E SEM NORTE, E TEM O EXATAMENTE O PERFIL DO CANDIDATO PREFERIDO DE IMPERATRIZ.
    ALEM DE NÃO SER VISTO COMO TRAIDOR.

    ResponderExcluir